sábado, 20 de outubro de 2018

O peso do descanso

Recentemente ouví alguém que admiro muito falar sobre descanso.
Descanso, sabe? Aquilo que quem tem filhos (quase) nunca faz? Ou que quando faz se sente culpada?

Eu me sinto culpada quando sento pra ler, colocar as pernas pra cima. 
É um gatilho para minha ansiedade. Fico pensando nas milhares de coisas que eu poderia (deveria!) fazer enquanto estou alí, 'sem fazer nada'.
'Para descansar precisamos no livrar de culpas, medos, preconceitos.
Culpas porque vivemos em uma sociedade produtiva. Então, quem descansa se sente razoavelmente culpado por não estar produzindo.
Medo porque numa sociedade produtiva acreditamos que está tudo em nossas mãos. Então, se eu descansar talvez eu não tenha amanhã o que preciso ter.
Preconceitos porque numa sociedade produtiva sempre julgamos as pessoas que não estão produzindo.'
Esse descanso necessário (vital), vai muito além da quantidade de horas dormidas por noite (se você não tem um bebê que acorda para mamar a madrugada toda), vai além da quantidade de férias e viagens que realiza durante o ano (férias? nem sei o que é!).

Alexandre Robles fala sobre uma mudança no estilo de vida e fala também sobre espiritualidade.
Para além disso, ele trouxe tranquilidade ao meu coração ansioso de mãe que luta diariamente para não ser quem que acho que querem que eu seja, quando fala sobre descansos sazonais/temporais para revigorar as forças e seguir:
'Muitas vezes tudo o que precisamos é descansar um pouco do trabalho. Descansar um pouco da turbulência dos relacionamentos. Descansar dos afazeres rotineiros domésticos. Descansar um pouco da relação com os filhos.
Nós vamos cansando, cansando e a vida pesa tanto que corremos o risco de confundir cansaço com morte das realidades. Muitas pessoas desistem do casamento porque estão cansados, não porque o casamento é inviável. Talvez se tivéssemos descansado, se tivéssemos dado um alívio, buscado ajuda, se afastado um pouco e acalmado o coração, encontraria energia para seguir em frente. Mas quem não descansa tende a entrar em falência e é por isso que muitas vezes deixamos de viver, deixamos de ter uma causa, um relacionamento porque tudo isso cansa. Viver cansa. [...] Eu preciso viver experiências de descanso. '
Tudo bem cansar dos filhos, do marido. Sério! Eu canso, não deixo de amá-los por isso, tão pouco deixo de ser amada por eles.
O descanso é importante porque VOCÊ MERECE DESCANSAR, não apenas porque precisa estar descansada para atender as demandas de outras pessoas.

Tem dias que o descanso sem culpa flui. Tem dias que pesa e vem carregado de ansiedade.  
Há dias que sentar e observar as crianças brincando é um descanso, em outros preciso sair de casa e encontrar com amigas pra rir um pouco (mesmo que seja acompanhada pelas crianças).
Tem dias que deitar ao lado do Alexandre e assistir um filme é o meu descanso. Outros dias deito no sofá, sozinha, para usar as redes sociais em silêncio, mesmo que ele esteja em casa. 
Existem diversas formas de descansar. O importante é exercitá-las. 


------------------------------------------------------------------------------------------

Você pode assistir aqui ao vídeo Descansar - Um Exercício Espiritual de Alexandre Robles.

Nenhum comentário:

SEJA UMA DE NÓS!